Porto

Escola Artistica e Profisional Árvore

Pangrama

A PANGRAMA é uma publicação independente e irregular de teoria e crítica de design e vive sobretudo de colaborações. A revista pretende dar um contributo para a diluição da fronteira entre prática e teoria e para a minimização do desconhecimento de que ainda é vítima o design em Portugal. A PANGRAMA quer ser uma plataforma de debate e visa fomentar o interesse de públicos menos especializados pela disciplina. Outro dos motes fundadores do projecto é a procura por um equilíbrio entre autores reconhecidos e emergentes.

Bichos da Ceda

Neste momento, os Bichos da Ceda trabalham enquanto designers na Faculdade das Belas Artes da Universidade do Porto. Realizam maioritariamente trabalhos para os eventos da faculdade, que são geralmente conseguidos através de variadas técnicas de impressão. São eles Márcia Novais, Eva Smeets, Joel Nogueira e Icaro Bione. Entre os nomes da longa lista de colaboradores podem ler-se os de Ana Schefer e Teófilo Furtado.

Joana & Mariana

Joana Baptista Costa e Mariana Leão são designers gráficas e investigadoras, frequentam actualmente o doutoramento em Arte e Design. Desenvolvem projectos em conjunto desde 2000, estudando e escrevendo sobre design gráfico e identidade nacional. No seu trabalho colaborativo procuram a especificidade de cada desafio de forma a percorrer e cruzar os caminhos da investigação e projecto.

Andrew Howard

Andrew Howard é designer gráfico, professor, curador, e autor de ensaios sobre design, e neste momento vive e trabalha no Porto desde 1993. Ao longo dos anos, tanto no Reino Unido com em Portugal, especializou-se em trabalho de design para instituições e organizações culturais e educacionais. Grande parte do seu trabalho gráfico de anos recentes é dedicado ao design editorial e de exposições.

Barcelos

Sérgio Alves

Sérgio Alves é um jovem designer gráfico do Porto. O seu trabalho não se restringe a uma linguagem visual, mas em todos eles nota-se uma forte ligação à "art&crafts" e a formas contemporâneas. Grande parte dos seus clientes surgem da área cultural, que é uma área que à partida permitem uma melhor aplicação da sua ideologia de trabalho. Dentro desta, destacam-se os cartazes que cria para teatro, os quais mostram uma base sólida na tipografia. Desenvolve também projectos na área editorial, na qual se destaca o re-design do jornal JUP (Jornal Universitário do Porto) que levou a cabo no início do ano de 2011.

Oupas! Design

Cidália, Joana e Sofia conheceram-se na faculdade quando tiraram o curso de Design Gráfico e de Publicidade na ESEIG e quiseram levar as suas ideias avante. Criaram o Oupas! em Fevereiro de 2010, um atelier proactivo, que todos os dias procura desafios novos e divertidos. Trabalham no que gostam e porque gostam. Depois de um ano na incubadora Studio118, na ESEIG, mudaram-se para o Porto, iniciando uma nova fase na sua jovem e ambiciosa carreira.

Seegno

A seegno é uma equipa de desenvolvimento e design, especialista em soluções que involvam tecnologia, design e criatividade. Trabalhamos em projectos com parceiros um pouco por todo o mundo, incluindo aplicações web, aplicações móveis, identidade gráfica, design e estratégias online.

We Work For Knowledge

Os We Work For Knowledge, Rui Moreira e Rui Magalhães, conheceram-se quando ainda eram jovens estudantes, quando ainda andavam à procura de saber o que era o design gráfico. Esta demanda continuou depois, enquanto trabalhavam em afamados estúdios em Barcelona, Amsterdão e Porto. Ao assumirem que já tinham chegado a uma conclusão, decidiram fundar o estúdio We Work For Knowledge, onde já trabalharam com clientes de diferentes áreas desde a música à arquitectura. Defendem que vêem o design não só como uma ferramenta de estética mas também como um processo de geração de ideias destinado a ser aplicado consoante cada cenário em busca da solução perfeita.

Coimbra

Casa da Esquina

Pedro Vaz

Nasceu em Coimbra, em 1985. É licenciado em Comunicação e Design Multimédia pela Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC). Actualmente encontra-se a frequentar o Mestrado em Design Multimédia, na Universidade de Coimbra (UC). Tem projectos desenvolvidos, tanto a nível individual como colectivo, nas áreas de design editorial, ilustração, concepção de identidades corporativas e vídeo.

Ana Baptista

Nasceu na Póvoa de Lanhoso, em 1989. É licenciada em Comunicação e Design Multimédia pela Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC). Actualmente encontra-se a frequentar o Mestrado em Design Gráfico, na Escola Universitária das Artes de Coimbra (ARCA – EUAC). Essencialmente, trabalha em projectos de design editorial e concepção de identidades visuais.

Rúben Amado

Rúben Amado é finalista do Curso de Comunicação e Design Multimédia na Escola Superior de Educação de Coimbra. Dotado de um imaginário complexo e sentido crítico, encara o pensamento conceptual como uma ferramenta fundamental para transmitir a sua visão. Tem vindo a desenvolver trabalhos na área do design gráfico, da vídeo arte e do filme experimental. Nos seus projectos, preocupa-se não só em explorar a mensagem mas também em assumir uma relação de intimidade entre a linguagem visual e a temática abordada.

Fábio Duarte Martins

Filho de um professor de EVT e neto de um tipógrafo, Fábio Duarte Martins nasceu às duas da manhã no Halloween de 1984, em Espinho. Enquanto criança, decidiu que ia ser médico. Em 1990, o seu pai comprou um 386 da HP. As primeiras versões do Autocad e do MS Paint tornaram-se vícios de criança. 1994, chegou um modem de 14.4 Kbps e começou a aprender HTML. Em 2008, ouviu um modem de 56 Kbps e estabelecer a ligação e vieram-lhe as lágrimas aos olhos.

Ferrand, Bicker & Associados

FBA - Ferrand, Bicker e Associados, é um estúdio de Coimbra fundado em 1998, com trabalhos desenvolvidos em identidade, interactividade, exposição, sinalética, impressão, para clientes variados. A equipa permanente deste estúdio é composta por nove membros, sendo que estas competências são expandidas não só por profissionais contratados em regime freelancer, mas também por uma rede de contactos de empresas que trabalham em sectores complementares. Além do trabalho executado para clientes, os FBA orientaram, escreveram e produziram livros de design. Reconhecendo que o design é fundamental para endereçar o progresso da nossa sociedade e que não deve estar apenas disponível para aqueles que se podem comprá-lo, os FBA têem ainda desenvolvido projectos de design para organizações sem fins lucrativos de áreas de inclusão social.

Caldas da Rainha

AKACORLEONE & KRUELA D'ENFER

O meu nome é Pedro Campiche (AKACORLEONE) , pertenço á fantástica geração de 85 e sou um ilustrador e designer gráfico originário de Lisboa mas a viver e a trabalhar neste momento nas Caldas da Rainha inserido no projecto SERES. Oh não, ele é outro designer com uma influência do graffiti? é isso mesmo, pintar paredes e fugir de cães também me deu a obcessão pela tipografia, cores, desenhar todo o dia, planear tudo com antecedência e acima de tudo deu me a oportunidade de me expressar sem frondeiras, algo que tento aplicar ao meu trabalho diáriamente. Nesta épica luta para me tornar num ilustrador a tempo inteiro, sinto me dividido entre o meu amor por vectores e a minha paixão absoluta por marcadores, tinta, aguarelas, moleskines, doodles e serigrafia, tento sempre incorporar elementos digitais e analógicos no meu trabalho!



Nascida no Halloween, Kruella D'Enfer, explica por este acaso o seu fascínio pelo estranho, pelo surreal e complexo mundo que habita nas suas ideias, deitando as cá para fora com a ajuda de pinceis, sprays, marcadores, máquinas analógicas ou através de misturas sonoras...inspirada pelo fantástico submundo das tatuagens old-school, future music, constelações e galáxias, em tudo o que a rodeia, encontra sempre meios diferentes para exprimir a sua criatividade, seja numa parede, fanzine, numa capa de mixtape ou simplesmente num guardanapo.

Luís Favas

Luís é um Designer/Ilustrador que se licenciou em Design Multimédia na ESAD.cr e sempre procurou encontrar um estilo próprio. Iniciou a sua carreira em 2010. Estagiando no jornal "i", onde desempenhou os cargos de paginador do jornal, ilustrador, designer e por um dia foi fotojornalista. Tem vindo a participar em exposições colectivas e individuais desde 2008 nas Caldas da Rainha e algumas vezes em Lisboa, conta também com algumas ilustrações publicadas, destacando-se uma capa do catalogo do Music Box enquanto estava na ESAD. Actualmente frequenta o Mestrado em Arte multimédia nas Belas Artes de Lisboa e é representado pela agencia de ilustração Re-searcher.

Forma

Composto no seu núcleo por João Marcão, Rui Lourenço, João Ferreira e João Caixinha, FORMA é uma nova identidade presente na Escola Superior das Artes e Design para apoiar os alunos e ex-alunos da ESAD.CR a dar forma ou projecção aos seus trabalhos.
Ideia — Neste projecto, pretende-se para além da projecção dos trabalhos, divulgar e informar através de um modelo mais integrado o público estudantil sobre eventos, formação, serviços, temas da actualidade, saídas profissionais, entre outros.
Este é um projecto gradual. Espera-se poder interagir, não só com a escola (ESAD.CR – IPL), como também, com a cidade (Caldas da Rainha). Com o decorrer do tempo, a nossa produção passará por uma progressiva acção junto da comunidade académica – alunos e serviços – e também junto da comunidade urbana e os seus serviços. Estes serviços são todos aqueles que, na cidade, estão directamente ligados às necessidades da escola e dos seus alunos.
Missão — Começando por criar mecanismos que possam divulgar e promover os alunos – futuros profissionais – e os ex-alunos – recém-licenciados, pretende-se através da interacção com a escola e com o exterior, criar uma nova e energética envolvência com a comunidade estudantil da ESAD.cr.
Visão — Contribuir para mais e melhores projectos a curto e médio prazo, assim como, favorecer mais motivação no ceio estudantil, fomentar a cultura no sentido de que ela seja, por si só, criadora de mais cultura, levando assim, para um novo patamar, a escola de ensino do design e das artes de Caldas da Rainha.

Cordel

Ai, Ai, Ai la vem a cordelada, Vêm de manhã, pela madrugada. Somos tres amigos..............antigos. Começou com o micael que rasgava papel, depois veio o roberto que era esperto, por fim apareceu o rui..ui. somos novos como polvos Trabalhamos todos no mesmo abrigo mas um tem mais cotão no umbigo. Gostamos de sandes de pepino. enquanto cantamos o hino. Um dia fizemos uma canção em forma de ilustração. emitimos radições nos nossos corações. gostamos todos de clicar, enquanto estamos a pensar a sala do mica é a maior mas nós gostamos de correr. Esta não rima mas é linda como uma lima.

Lisboa

Isabel Lucena

Isabel Lucena nasceu em Lisboa em 1982. Em 2008 obteu o Mestrado em Design de Comunicação pelo Sandberg Institute, o programa de Mestrados da Rietveld Academy, em Amsterdão, na Holanda, país onde viveu quatro anos. Trabalhou no estudio Thonik e como designer independente para várias instituições culturais Holandesas como o Stedelijk Museum e o NIMK - Dutch Institute of Media Art. Actualmente trabalha em Lisboa e desenvolve projectos principalmente nas áreas de design editorial e concepção de identidades visuais.

João Machado

João Machado é um jovem designer gráfico com um interesse particular no desenho de livros. Depois de concluída a sua formação em Lisboa, passou por outros países onde desenvolveu o gosto pelos livros e aprofundou a sua experiência académica e profissional. Estudou em Barcelona e em Londres, onde concluiu com distinção o mestrado de Design Gráfico da Chelsea College of Art & Design (University of the Arts of London). Antes de regressar a Lisboa, trabalhou ainda com o estúdio Base Design, em Barcelona, e como freelancer, em Denver, E.U.A.. No seu curto percurso, destacam-se também as participações em exposições no Institute of Contemporary Arts e no Royal College of Arts (Londres), Tecla Sala (Barcelona) e Experimenta Design'05 (Lisboa). Depois de um período ligado ao Atelier Pedro Falcão, trabalha actualmente em nome próprio.

Marco Balesteros

Marco Balesteros é designer gráfico, editor e fundador dos "Letra", um dos mais importantes estúdios em Portugal, onde executa a maior parte do seu trabalho. Em 2009, obteu o seu Mestrado em Design e Tipografia pela Werkplaats Typografie, Artez Institute of Arts, em Arnhem, nos Países Baixos. Simultaneamente, Marco desenvolveu o seu trabalho em estúdio, e em colaboração com Sofia Gonçalves, trabalhou em iniciativas de carácter

editorial e educacional em torno de projectos de edição de autor. Mais recentemente, em parceria com Michael Satter e Sandra Doeller, Marco iniciou Random Press, um interessante projecto de auto-publicação que procurar servir como um plataforma para experiências irregulares em publicação, produção e distribuição de conteúdos.

Musa Work lab

A colectiva Musa foi formada em Outubro de 2003 por Raquel Viana, Paulo Lima e Riardo Alexandre. É um conjunto de designers gráficos, fundado em Lisboa, que tem como objectivo principal o de divulgar o design gráfico português.
Entre os seus feitos de promoção do design, destacam-se o projecto MusaBook - o primeiro livro que surgiu e se dedica somente ao design gráfico português - e a MusaTour que o promoveu, elevando, assim, a fasquia do design gráfico português ao nível da visibilidade internacional.
Actualmente os Musa trabalham enquanto estúdio de design, MusaWorkLab, onde se reúnem vários artistas e designers que trabalham para a causa de promover o design em Portugal. Procuram ainda trabalhar em tantos campos do design quanto consigam, desde projectos mais artísticos e experimentais aos mais comerciais, e foram, em 2006, considerados uma das 40 melhores colectivas de design pela revista ID New York.

Évora

Colher

O Colher é um projecto iniciado em Janeiro de 2010 por Eurico Sá Fernandes que tem como objectivo principal o de promover o design gráfico português aos olhos nacionais e internacionais. Esta iniciativa teve como arranque a criação de uma plataforma on-line de exposição de trabalhos não só de designers e estúdios, mas também de estudantes. Desde então o Colher tem vindo a crescer tendo já assumido a auto-publicação de um pequeno livro sobre ilustração portuguesa, onde se reúnem trabalhos de jovens promessas desta área.
O Colher é também o organizador deste evento, Colher Tour, que é mais uma iniciativa pela divulgação do design em Portugal, e é ao mesmo tempo uma tentativa de procurar abrir e desmistificar o design àqueles que ainda o vêm com desconfiança.

Serrote

As Publicações Serrote nasceram no final de 2004 pelas mãos de Nuno Neves e Susana Vilela. O projecto arrancou com a impressão de um caderno com capa impressa em tipografia. Sete anos depois estamos a imprimir o 25.º caderno da colecção e a trabalhar noutros projectos ligados à tipografia e à ilustração.

Nuno Abreu - NAD/

NAD/ é uma empresa independente de soluções a nível do design. Fazem do design uma ferramenta para criar soluções que sejam relevantes para os clientes de forma a que o ênfase seja dado na criatividade e no pensamento conceptual, transformando a sua paixão pelo que fazem em produtos comercialmente bem sucedidos. Trabalham em várias áreas do design, arquitectura e desenvolvimento em tecnologias de informação, empregando cerca de 60 colaboradores, e estão presentes em Évora, Luanda, Dubai e Lisboa. Vão ser ainda os anfitriões do Colher Tour em Évora ao cederem o espaço NAD/ Research & Design Centre.

Colher Tour

Sobre

De 18 a 24 de Julho, o Colher, uma plataforma on-line de promoção e divulgação do design gráfico português, irá organizar uma sucessão de conferências e exposições em vários pontos do país, onde a emergência do design gráfico é exímia. Em cada cidade, sendo estas Porto, Barcelos, Coimbra, Caldas da Rainha, Lisboa e Évora, além de haver um programa de conferências onde alguns dos representantes do design gráfico português estarão à conversa com público e apresentarão o seu trabalho e projectos, realizar-se-á em simultâneo uma exposição onde estarão reunidos várias peças de design, das mais variadas áreas, sempre com o intuito de promover o melhor do que se faz nesta área em Portugal, inspirar alunos, freelancers, designers, e educar a população em geral sobre o que é o design gráfico. Por isso mesmo a Colher Tour – tanto as conferências como a exposição – é totalmente gratuita e aberta ao público generalizado, pois a intenção é de fazer chegar o design gráfico contemporâneo às pessoas, um pouco por todo o país. A viagem terá inicío no Porto no dia 18, onde se realizará ainda uma exposição teaser de dois dias (2 e 3 de Julho), que dará início à Tour, a realizar no Mercado de Matosinhos. Partindo do Porto, a 18 de Julho, com lugar na Escola Artística e Profissional Árvore, a Tour segue para Barcelos, dia 19 de Julho, apoiado pelo Zoom – Cineclube de Barcelos. Fazendo assim a passagem pelo Norte do país, o Colher dirige-se então ao Centro, estando dia 20 em Coimbra, na Casa da Esquina. Dia 22 o evento realiza-se nas Caldas da Rainha, nos Seres – ateliers dos Silos, passando para a capital no dia 23 a realizar-se no On Stage, Bairro Alto. O fecho da Colher Tour dar-se-á em Évora no dia 24, no café design RDC – NAD/ Research & Design Centre.

Exposição

Participantes

Voluntariado

Tanto o Colher, como o Colher Tour, nascem de uma reunião de esforços pessoais para tentar expor ao máximo o design gráfico português, mostrando a Portugal e ao mundo o talento dos nossos designers e dar-lhes o merecido reconhecimento, assim como a estúdios e a escolas. A equipa do Colher vem assim procurar esta mesma dedicação junto dos nossos leitores para que contribuam voluntariamente nesta edição do Colher Tour. Uma vez que a organização do evento requer uma montagem rápida e eficaz tanto da exposição itinerante como da própria sala de conferências, que aliás é quase impossível de se fazer contando apenas com os elementos da equipa do Colher, agradecemos toda a ajuda possível neste âmbito. Para se propor como voluntário para a montagem do Colher Tour junto de uma (ou mais) cidades por onde a digressão irá passar, ou simplesmente para saber mais informações, envie um e-mail para info[at]colher.net.

Porto

Barcelos

Coimbra

Caldas da Rainha

Lisboa

Évora

sobrem

    De 18 a 24 de Julho, o Colher, uma plataforma on-line de promoção e divulgação do design gráfico português, irá organizar uma sucessão de conferências e exposições em vários pontos do país, onde a emergência do design gráfico é exímia. Em cada cidade, sendo estas Porto, Barcelos, Coimbra, Caldas da Rainha, Lisboa e Évora, além de haver um programa de conferências onde alguns dos representantes do design gráfico português estarão à conversa com público e apresentarão o seu trabalho e projectos, realizar-se-á em simultâneo uma exposição onde estarão reunidos várias peças de design, das mais variadas áreas, sempre com o intuito de promover o melhor do que se faz nesta área em Portugal, inspirar alunos, freelancers, designers, e educar a população em geral sobrem o que é o design gráfico. Por isso mesmo a Colher Tour – tanto as conferências como a exposição – é totalmente gratuita e aberta ao público generalizado, pois a intenção é de fazer chegar o design gráfico contemporâneo às pessoas, um pouco por todo o país. A viagem terá inicío no Porto no dia 18, onde se realizará ainda uma exposição teaser de dois dias (2 e 3 de Julho), que dará início à Tour, a realizar no Mercado de Matosinhos. Partindo do Porto, a 18 de Julho, com lugar na Escola Artística e Profissional Árvore, a Tour segue para Barcelos, dia 19 de Julho, apoiado pelo Zoom – Cineclube de Barcelos. Fazendo assim a passagem pelo Norte do país, o Colher dirige-se então ao Centro, estando dia 20 em Coimbra, na Casa da Esquina. Dia 22 o evento realiza-se nas Caldas da Rainha, nos Seres – ateliers dos Silos, passando para a capital no dia 23 a realizar-se no On Stage, Bairro Alto. O fecho da Colher Tour dar-se-á em Évora no dia 24, no café design RDC – NAD/ Research & Design Centre.

Exposição

    Exposição "Teaser"
    8-9 Julho / Mercado de Matosinhos

    Exposição Itenerante
    18-24 Julho no decorrer da Tour

© 2011 Colher — todos os direitos reservados / design e código por Eurico Sá Fernandes & Mariana Lobão (PONTO)